O "International Baccalaureate"(IB) ou o Ensino do país de Origem do aluno.

A Interteach oferece aos pais a possibilidade de escolher o ensino internacional, o International Baccalaureate, tal como a Interteach oferece a nível mundial ou o ensino tal como ele é oferecido no país de origem.
Partindo da visão e dos objetivos nucleares (qualificação, socialização e formação pessoal) escolheu-se trabalhar com o “International Baccalaureate”(IB)
O IB é um programa de ensino moderno no qual a aprendizagem baseada na pesquisa se encontra central e ensina as crianças a lidar com a complexidade do século 21. Para o ensino básico, trabalha-se com o ”Primary Year Programme (PYP). Para o ensino secundário, trabalha-se com o Middle Year Programme (MYP). Mais tarde este é complementado com o “Diploma Programme” do Programa relacionado com a Carreira ( “Career related Programme”). Todos os métodos estão em contínuo desenvolvimento tendo por base o que acontece no plano científico. Aquilo que faz a Interteach especial é que as disciplinas orientadas para o mundo são dadas em inglês e realizam-se excursões relacionadas com elas. Além disso, dá-se muita atenção ao pensamento computacional, o chamado “computational thinking”, no qual a programação forma parte essencial. Mas também a escolha do ensino, tal como é oferecido no país de origem, tem as suas vantagens. É por esta razão que a Interteach possibilita esta escolha aos pais.

Formação cívica
Damos atenção ao aspeto cívico e às competências interculturais, entendendo-se como tal que a criança aprende a dar o seu contributo à sustentabilidade, democracia, direitos humanos e paz, os chamados objetivos da Unesco.

Desporto, arte e cultura
Além do programa do IB, oferecemos também muitas possibilidades de escolha no âmbito do desporto, arte e cultura. Deixamos que as crianças conheçam materiais e técnicas surpreendentes e oferecemos-lhes imensas possibilidades para o desenvolvimento dos seus talentos. Para que tal seja possível, colaboramos com professores especializados e parceiros externos.

Colaboração com parceiros externos
Achamos que uma escola não deve ser nenhuma ilha dentro da sociedade. Por isso colaboramos com parceiros externos com a ideia de que “o total é mais do que a soma das partes”. Aqui encontra-se de forma central um objetivo comum, no qual cada faz a sua contribuição: produzir um ensino excelente. Através da colaboração com parceiros externos, a aprendizagem dentro e fora da escola fica ligada e a aprendizagem formal e lúdica formam um todo natural, controlando-se a qualidade dos processos de ensino. Juntamente com os nossos parceiros externos determinamos como devemos atuar para a realização deste objetivo.

 
 
X